O Parque Nacional do Caparaó, unidade de conservação gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), abriu inscrições para a seleção de voluntários. São 80 vagas para estudantes e moradores do entorno da unidade de conservação, que fica na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

(Foto: Divulgação/ICMBio)

De acordo com informações do ICMBio, os selecionados serão divididos em quatro turmas, que vão atuar em períodos distintos, entre 1º de junho e 14 de outubro. O Programa de Voluntariado do instituto busca incentivar a participação da sociedade nas ações de conservação da biodiversidade, por meio do trabalho espontâneo em unidades de conservação e centros de pesquisa do Instituto. As ações podem ser nas áreas de proteção, pesquisa, uso público, visitação e educação ambiental.

No caso de Caparaó, as atividades serão concentradas na área de visitação e turismo, como recepção e atendimento aos visitantes, monitoramento dos impactos, aplicação de entrevistas, apoio na manutenção de trilhas e áreas de uso turístico, entre outras.

As inscrições podem ser feitas até o dia 25 de maio, pelo e-mail voluntariadocaparao@icmbio.gov.br. Clique aqui para acessar o edital, a ficha de inscrição e demais informações sobre o programa.

23 COMENTÁRIOS

  1. Pq sempre voluntariado? E não assalariado? Fico muito triste com a desvalorização do Profissional Biólogo em nosso país. Médico, dentista, advogado, farmacêutico, engenheiro e nem assistente social são tão voluntariados como nossa classe. E ainda há seleção! Só querem os melhores e mais aptos biólogos pra trabalhar de graça. Ah não preciso de dinheiro mesmo! Fiz Biologia por hobby…

    • A culpa é só nossa, ainda há uma mega concorrencia pela vaga. Se ninguém aceitasse, teriamos processo seletivo, entrevista e entrega de curriculos. Seriamos pagos pra fazer o que amamos, nao podemos aceitar apenas a recompensa da satisfação e do prazer de fazer o que amamos. Pq quem disse que uma estilista nao ama criar roupas? nem por isso faz de graça. Quem disse que cientistas nao amam achar a cura de uma doença? Mas e o esforço e dedicação de tempo que houve pra chegar na descoberta? Vai cobrar para a produção do seu medicamento, claro! Pois há contas para pagar, precisamos de dinheiro para comer e viver, pq nao conheço ninguem que faz isso voluntariado pra mim.

  2. trabalho espontaneo? Só não é escravo por que há consentimento da parte do “voluntariado” que ACHA que ter essa experiencia em seu curriculo ajudará a arrumar emprego depois. Utopia! E se vira pra arrumar grana para pagar seus custos para ir e vir ao Parque Nacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor informe seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui